5 dicas pra combater bloqueio criativo

by daniduc on janeiro 4, 2013

Você dá mais uma fuçada no facebook, vê se não chegou nenhum email novo (não chegou), procura uma menção no Twitter (nada), volta pro Face e vê uma foto engraçada, curte, vê o email… oba, chegou. Bora responder. Isso vai justificar  você adiar mais um pouco o temível encontro com o cursor piscante que não se move e nem vira um artigo novo pro seu blog.

É, o terrível bloqueio de escritor pode atacar de uma hora pra outra. Nem sempre é falta de inspiração, muitas vezes é falta de ânimo mesmo. Você até tem idéias, mas cadê de começar? Começar é tão difícil…

Outras vezes aquele monte de idéias que pipoca na sua cabeça quando você tá lavando louça, ou dirigindo fogem correndo ao primeiro sinal de uma tela de computador. Escrever sobre o quê?

É um lugar terrível pra se estar. Aqui vão algumas dicas que serão úteis pra você. Confie em mim. Eu sei bem de perto.

1. Saia de casa, se exponha a coisas novas

A matéria prima de uma mente criativa são percepções e experiências, que serão trabalhadas e transformadas em coisas novas e obras originais. Sem a matéria prima, a mente criativa não tem com o quê trabalhar, e a produção para.

De repente não é isso que está acontecendo? Ficar preso dentro de casa (ou do escritório ou qualquer ambiente imutável e isolado do mundo) é um bom jeito de travar a inspiração e o ânimo pra criar.

Saia, explore a cidade, se exponha à pessoas, idéias, acontecimentos ao acaso, ande pelas ruas, fale com estranhos, ou observe estranhos, ou leia um cartaz em um poste, ou… enfim, saia de casa e vá ver o mundo lá fora, retome o fluxo de experiências e percepções que irá alimentar a fábrica de idéias da sua cabeça — ela não está quebrada, só está parada por falta de matéria prima pra trabalhar.

Ah: ande com um caderno, ou celular, o alguma coisa pra anotar idéias que surgem e fogem.

2. Escolha um tema, restrinja o assunto

“Restrições estimulam a criatividade” – Mark Rosewater.

Neil Gaiman uma vez escreveu que os editores que encomendam uma história e dizem “escreva sobre o que você quiser, qualquer coisa mesmo” em geral não recebem nada. Agora, desafie-o a escrever uma história sobre um gato-anjo que habita o seu porão…

Restrinja suas opções e verá que isso tem o efeito inverso do obviamente esperado.

Sim, a ansiedade da famosa tela em branco das infinitas possibilidades é temível assassina de idéias. Fuja dela e crie um tema, ponha uma restrição qualquer — algum obstáculo que seja um desafio estimulante. Duvido você fazer 5 posts diferentes sobre o Museu do Van Gogh.  Quero ver você escrever um post sobre cada uma das maneiras que existem pra ir de Amsterdam pra Londres (dica: são 4).

Gosta de ir a cafés pra escrever? Quais são seus 5 favoritos? Não tem 5 favoritos? Oras, vá descobri-los!

3. Trate como um emprego, determine deadlines

“Você não pode ligar e desligar a criatividade como uma lâmpada. Você precisa esperar o clima certo! — e qual o clima certo? — Pânico do último minuto.” Calvin e Haroldo

Uma das restrições favoritas é uma dead line. Crie uma data de entrega, assuma-a publicamente para todos e… agora é escrever.

O ponto é o seguinte: trate escrever menos como uma grande obra de arte e mais como um emprego. Você tem de entregar algo, e é isso. Hey, esse é o Profissão Blog, então é hora de tratar seu blog como profissão — se não começar alguma hora, como ele virá a ser?

Arrume prazos e cumpra-os. (Um plugin para WordPress que ajuda a você a se planejar nas deadlines é o Calendar).

Ou, como disse Alan Moore uma vez:

“Pergunta: Você já teve bloqueio criativo?

Alan Moore: Sou um profissional, faço isso há 20 anos ou mais. É como eu pago meu aluguel. Eu não tenho tempo pra essa besteira de “artista sensível”. Eu diria que a ameaça de morar na rua e passar fome é uma ótima maneira de focar a mente. Especialmente se você tiver um par de filhos. Arranje um par de filhos que dependa de você pra comer e vai ver se você consegue arrumar uma solução pro seu difícil “bloqueio criativo”. Não, não tenho nenhum problema de criatividade.”

4. Ponha tudo no papel, hã, no computador, edite depois

Uma coisa que pode estar te bloqueando pode ser seus padrões ridiculamente altos — nada do que você escreve está bom. Oras, escreva assim mesmo. Escreva lixo, escreva os chavões todos, ponha o cursor do editor de texto em movimento. Não importa se está bom — você vai editar e ver o que presta depois. Primeiro, escreva.

Eu já joguei fora artigo com mais de mil palavras no Ducs, só pra reiniciar de outra maneira. Mas de uma maneira que não teria me ocorrido se não tivesse começado antes. Às vezes você começa a escrever e lá pelo meio do texto sai algo que você percebe que é a sua introdução perfeita. Ótimo, jogue no lixo o que veio antes e pronto, saiu sua introdução.

5. Vá escrevendo. Escreva nos dias bons e nos dias ruins

Use a dica acima e ponha o pandeiro na cadeira e escreva. Escrever é exercício, e se parar atrofia e recomeçar é mala demais – mas necessário, se quiser retomar a forma.

Escreva, escreva nos dias ruins e nos dias bons. Depois de um par de anos, o que vai ficar é a qualidade do texto, não se foi escrito num bom ou mau dia.

Sonia Palma janeiro 7, 2013 às 7:27 pm

Legal demais esse seu artigo, Daniel. Passei por isso para uma tese… rsrs… e são realmente úteis suas dicas.
Um super 2013!
Abraço
Sonia

daniduc fevereiro 8, 2013 às 7:47 pm

Valeu, rpa você também Sonia

Luis Fernando janeiro 8, 2013 às 2:19 am

Ótimas dicas e belo texto, como sempre. Você tem a manha de escrever como se estivéssemos trocando uma idéia e isso nos prende na leitura. Não deixa tb de ser um dom rsrs…
Abraço e ótimo 2013.
Luis Fernando.

daniduc fevereiro 8, 2013 às 7:47 pm

Valeu luis Fernando, um abraço!

Dayane fevereiro 26, 2013 às 4:01 pm

Ótimo texto! Estou lendo muito sobre isso para profissionalizar meu blog: http://www.oqueeufalei.blogspot.com, mas vi que o primeiro de tudo é TRABALHAR!!

Denise fevereiro 27, 2013 às 12:13 pm

Daniel, Espero toda semana p/ler o seu blog. Adoro, dou risadas , me divirto muito.
O seu blog Viver fora é pagar mico foi hilariante. Eu ria muito. Todos os blogs foram ótimos mas aquele ” Como como aprendemos a abastecer um carro na Europa” foi fenomenalllllllllllll.
Vc falou de mico eu paguei um terrivel em Paris. Coloquei a roupa intima minha e da minha filha p/secar no aquecedor e acabei incendiando o quarto do hotel. Foi terrible!!!!!
Estou indo p/Italia em Maio. Vc tem alguma sugestão? Um grande abraço.

Comments on this entry are closed.

{ 1 trackback }

Previous post:

Next post: